Dicas gerais para troca de óleo do carro

Um compilado com dicas para você não errar na hora de trocar o óleo de seu veículo. Lembrando que nós da Rei do Óleo estamos à disposição quando você precisar, segue a lista :

1 – Siga as especificações do fabricante
A primeira coisa que se deve fazer na hora de trocar o óleo é verificar no manual do carro quais são as especificações recomendadas. Isso porque usar um óleo grosso ou fino demais pode danificar o motor.

Aqueles números e letras nas especificações do óleo indicam sua viscosidade. Resumindo de uma forma bem prática, em um óleo que contêm as especificações 15w40, o 15 representa a viscosidade com o motor frio e 40 a fluidez do óleo quando o motor está a 100ºC.

2 – Troque o óleo e o filtro
Não faz sentido trocar o óleo e manter o filtro antigo com todas as impurezas dentro dele. Assim, além de estar desperdiçando dinheiro, o proprietário do veículo pode estar colocando o motor em risco, já que está contaminando o óleo limpo com as impurezas do óleo antigo. O custo de um filtro é bem menor do que o das peças que ele pode danificar.

3 – Óleos sintéticos são os mais indicados
Os óleos sintéticos são mais caros do que os minerais ou semissintéticos, porém, além de terem melhor vida útil, eles protegem mais o motor e possuem alguns aditivos que preservam as peças e evitam que se formem borras dentro do motor. A longo prazo, o custo-benefício faz valer a pena.

4 – Carros que rodam pouco precisam trocar o óleo mais cedo
Pessoas que percorrem distâncias curtas e deixam o carro muito tempo parado, ao contrário do que podem pensar, devem ficar atentas e visitar o mecânico mais cedo. Quando o carro anda pouco, o motor não atinge a temperatura ideal, fazendo com que a condensação de água e combustível não queimado contamine o óleo, fazendo com que ele perca a viscosidade.

Isso vale também para pessoas que passam muito tempo em engarrafamentos, andando em baixa velocidade e em marchas muito pesadas. Só que aí, o efeito é outro. O motor trabalha em um regime mais severo, o que faz com que seja necessário trocar o óleo na metade do tempo.

5 – Óleo tem prazo de validade
Em geral, os óleos têm prazo de validade de um ano. Se durante este período a quilometragem mínima não for atingida, é recomendada a troca do óleo mesmo assim, pois ele pode começar a oxidar, danificando as peças, aumentando o consumo de combustível e comprometendo a vida útil do motor.

Deixe um comentário

Abrir Chat
1
Olá, em que podemos ajudar?
Powered by